Condições Gerais de Venda (GTC)

Termos & Condições 
 

Preâmbulo 

Estas condições gerais de venda aplicam-se a todas as vendas realizadas no site Truffes-vip.com.

O site https://truffes-vip.com é um serviço de: 

  • DELPIT NEGOCE
  • localizado 2 impasse des Truffières, 24570 Condat Sur Vézère
  • URL do site: https://truffes-vip.com
  • e-mail: contact@truffes-vip.com
  • telefone: 05 64 49 00 11

O site Truffes-Vip.com vende os seguintes produtos: Produtos à base de trufas, caixas, azeites, vinho, patês, sal, etc.

O cliente declara que leu e aceitou as condições gerais de venda antes de efetuar a encomenda. A validação da encomenda implica portanto a aceitação das condições gerais de venda.

Artigo 1 - Princípios

Estas condições gerais expressam todas as obrigações das partes. Nesse sentido, considera-se que o comprador os aceita sem reservas.

Estas condições gerais de venda aplicam-se à exclusão de todas as outras condições e, em particular, as aplicáveis ​​à venda nas lojas ou através de outros canais de distribuição e marketing.

Eles estão acessíveis no site Truffes-vip.com e prevalecerão, quando aplicável, sobre qualquer outra versão ou qualquer outro documento contraditório.

O vendedor e o comprador concordam que estas condições gerais regem exclusivamente a sua relação. O vendedor reserva-se o direito de modificar suas condições gerais de tempos em tempos. Eles serão aplicáveis ​​assim que forem colocados online.

Se faltasse uma condição de venda, seria considerado regido pelas práticas em vigor no setor de vendas à distância, cujas empresas estão sediadas na França.

Estas condições gerais de venda são válidas até 31/12/2020

Artigo 2 - Conteúdo

O objetivo das presentes condições gerais é definir os direitos e obrigações das partes no âmbito da venda online de bens oferecidos pelo vendedor ao comprador, a partir do site Truffes-vip.com.

Estas condições se aplicam apenas a compras feitas no site [Nome do site] e entregues exclusivamente na França continental ou na Córsega. Para qualquer entrega nos departamentos e territórios franceses ultramarinos ou no exterior, você deve enviar uma mensagem para o seguinte endereço de e-mail: contact@truffes-vip.com

Essas compras dizem respeito aos seguintes produtos: produtos à base de trufas, box set, azeites, vinho, patês, sal, etc.

Artigo 3 - Informações pré-contratuais

O comprador reconhece ter sido informado, antes de colocar a sua encomenda e celebrar o contrato, de forma legível e compreensível, destas condições gerais de venda e de todas as informações enumeradas no artigo L. 221- 5º do Código do Consumidor.

As seguintes informações são enviadas ao comprador de forma clara e compreensível:

- as características essenciais da propriedade;

- o preço do bem e / ou o método de cálculo do preço 

- e, quando aplicável, todos os custos adicionais de transporte, entrega ou postagem e todos os outros custos possíveis a pagar.

- na falta de execução imediata do contrato, a data ou o prazo em que o vendedor se compromete a entregar a mercadoria, qualquer que seja o seu preço;

- informações relativas à identidade do vendedor, seus dados de contato postal, telefônico e eletrônico, e suas atividades, as relativas às garantias jurídicas, às funcionalidades dos conteúdos digitais e, quando aplicável, sua interoperabilidade, à existência e os termos de execução das garantias e demais condições contratuais.

Artigo 4 - O pedido

O comprador tem a possibilidade de efectuar a sua encomenda online, a partir do catálogo online e através do formulário aí apresentado, para qualquer produto, dentro do limite dos stocks disponíveis.

O comprador será informado de qualquer indisponibilidade do produto ou da mercadoria encomendada.

Para que a encomenda seja validada, o comprador deve aceitar, clicando no local indicado, as presentes condições gerais. Ele também terá que escolher o endereço e a forma de entrega e, por fim, validar a forma de pagamento.

A venda será considerada final:

- depois de enviar ao comprador a confirmação da aceitação da encomenda pelo vendedor por e-mail;

- e após recepção pelo vendedor do preço total.

Qualquer encomenda implica a aceitação dos preços e descrições dos produtos disponíveis para venda. Qualquer disputa sobre este ponto ocorrerá no âmbito de uma possível troca e das garantias mencionadas abaixo.

Em certos casos, incluindo inadimplência no pagamento, endereço incorreto ou outro problema na conta do comprador, o vendedor reserva-se o direito de bloquear o pedido do comprador até que o problema seja resolvido.

Para qualquer dúvida relativa ao seguimento de uma encomenda, o comprador deverá ligar para o seguinte número de telefone: 05 64 49 00 11 (custo da chamada local), nos seguintes dias e horários: de segunda a sexta-feira 10h / 00h e 12h / 00h por e-mail, ou envie um e-mail para o vendedor no seguinte endereço de e-mail: contact@truffes-vip.com

Artigo 5 - Assinatura eletrônica

O fornecimento online do número do cartão de crédito do comprador e a validação final do pedido constituirão a prova do acordo do comprador:

- pagamento de valores devidos no formulário de pedido,

- assinatura e aceitação expressa de todas as operações realizadas.

Em caso de uso fraudulento do cartão bancário, o comprador é convidado, assim que constatado o uso, a entrar em contato com o vendedor através do seguinte telefone: 05 64 49 00 11

Artigo 6 - Confirmação do pedido

O vendedor fornece ao comprador uma cópia do contrato, por e-mail.

Artigo 7 - Prova da transação

Os registos informatizados, mantidos nos sistemas informáticos do vendedor em condições razoáveis ​​de segurança, serão considerados como prova de comunicações, encomendas e pagamentos entre as partes. O arquivamento de pedidos de compras e faturas é realizado em um suporte confiável e durável que pode ser apresentado como prova.

Artigo 8 - Informações do produto

Os produtos regidos por estas condições gerais são aqueles que aparecem no site do vendedor e que são indicados como vendidos e expedidos pelo vendedor. Eles são oferecidos dentro dos limites dos estoques disponíveis.

Os produtos são descritos e apresentados com a maior precisão possível. No entanto, se erros ou omissões podem ter ocorrido nesta apresentação, o vendedor não pode ser responsabilizado.

As fotografias dos produtos não são contratuais.

Artigo 9 - Preço

O vendedor reserva-se o direito de modificar os seus preços a qualquer momento, mas compromete-se a aplicar os preços em vigor indicados no momento da encomenda, sujeitos à disponibilidade nessa data.

Os preços estão em euros. Não têm em consideração os custos de envio, faturados adicionalmente e indicados antes da validação da encomenda. Os preços têm em consideração o IVA aplicável no dia da encomenda e qualquer alteração da taxa de IVA aplicável terá automaticamente reflexo no preço dos produtos na loja online. 

Se um ou mais impostos ou contribuições, em particular ambientais, fossem criados ou modificados, para cima ou para baixo, essa alteração poderia se refletir no preço de venda dos produtos.

Artigo 10 - Forma de pagamento

É uma encomenda com obrigação de pagamento, o que significa que a colocação da encomenda implica um pagamento por parte do comprador.

Para pagar a sua encomenda, o comprador pode escolher entre todos os métodos de pagamento disponibilizados pelo vendedor e listados no site do vendedor. O comprador garante ao vendedor que possui as autorizações necessárias para utilizar a forma de pagamento por ele escolhida, ao validar a nota de pedido. O vendedor reserva-se o direito de suspender qualquer gestão de encomendas e qualquer entrega em caso de recusa de autorização de pagamento por cartão bancário de entidades oficialmente acreditadas ou em caso de falta de pagamento. O vendedor reserva-se o direito, em particular, de recusar fazer uma entrega ou honrar um pedido de um comprador que não tenha pago total ou parcialmente um pedido anterior ou com o qual uma disputa de pagamento esteja sendo administrada. . 

  • O pagamento do preço é feito integralmente no dia do pedido, de acordo com os seguintes termos:

por cartão de pagamento via paypal ou transferência bancária.

Artigo 11 - Disponibilidade do produto - Reembolso - Resolução

Salvo em casos de força maior ou durante os períodos de encerramento da loja online que serão claramente anunciados na página inicial do site, os prazos de envio serão, dentro dos limites dos stocks disponíveis, os indicados a seguir. Os prazos de envio são a partir da data de registo da encomenda indicada no email de confirmação da encomenda.

Para entregas na França Continental e Córsega, o prazo é de 5 dias a partir do dia seguinte ao dia em que o comprador fez o seu pedido, de acordo com os termos escolhidos pelo cliente na escolha da entrega no momento do pedido online, através do módulo boxtal. O prazo máximo será de 30 dias úteis após a celebração do contrato.

Para entregas nos departamentos e territórios franceses ultramarinos ou em outro país, as condições de entrega serão especificadas ao comprador, caso a caso.

Em caso de incumprimento da data ou prazo de entrega acordado, o comprador deve, antes de quebrar o contrato, ordenar ao vendedor que o cumpra num prazo adicional razoável.

Na falta de cumprimento ao término deste novo prazo, o comprador poderá rescindir livremente o contrato.

O comprador deve cumprir essas formalidades sucessivas por meio de carta registrada com aviso de recebimento ou por escrito em outro suporte durável.

O contrato será considerado rescindido mediante o recebimento pelo vendedor da carta ou escrito informando-o dessa rescisão, a menos que o profissional tenha atuado nesse período.

O comprador pode, contudo, rescindir imediatamente o contrato, se as datas ou prazos acima indicados constituírem para ele uma condição essencial do contrato.

Neste caso, quando o contrato é rescindido, o vendedor é obrigado a reembolsar ao comprador todas as importâncias pagas, o mais tardar até 14 dias após a data em que o contrato foi rescindido.

Em caso de indisponibilidade do produto encomendado, o comprador será informado o mais rapidamente possível e terá a possibilidade de cancelar a sua encomenda. O comprador terá então a opção de solicitar o reembolso das importâncias pagas no prazo máximo de 14 dias após o seu pagamento, ou a troca do produto.

Artigo 12 - Condições de entrega

Entrega significa a transferência ao consumidor da posse física ou do controle do bem. Os produtos encomendados são entregues de acordo com os prazos e prazos especificados acima.

Os produtos são entregues no endereço indicado pelo comprador no formulário de encomenda, o comprador deve garantir a sua veracidade. Qualquer pacote devolvido ao vendedor por causa de um endereço de entrega incorreto ou incompleto será reenviado às custas do comprador. O comprador pode, a seu pedido, obter o envio de uma fatura para a morada de facturação e não para a morada de entrega, validando a opção prevista para o efeito na nota de encomenda.

Se o comprador se ausentar no dia da entrega, o entregador deixará um cartão de visita na caixa de correio, que permitirá que a encomenda seja recolhida no local e no prazo indicados.

Se no momento da entrega a embalagem original estiver danificada, rasgada, aberta, o comprador deve verificar o estado dos itens. Se estiverem danificados, o comprador deve recusar totalmente o pacote e anotar uma reserva no recibo de entrega (pacote recusado porque aberto ou danificado).

O comprador deve indicar na guia de remessa e sob a forma de reservas manuscritas acompanhadas da sua assinatura qualquer anomalia relativa à entrega (avaria, falta de produto em relação à guia de remessa, embalagem danificada, produtos quebrados, etc.).

Esta verificação considera-se efectuada a partir do momento em que o comprador, ou pessoa por ele autorizada, tenha assinado a guia de entrega.

O comprador deve então confirmar por correio registado estas reservas ao transportador no prazo máximo de dois dias úteis a partir da recepção do (s) artigo (s) e enviar uma cópia desta carta por fax ou correio simples ao vendedor no endereço indicado nas menções. direitos legais do site.

Se os produtos precisarem ser devolvidos ao vendedor, eles deverão ser objeto de uma solicitação de devolução ao vendedor no prazo de 14 dias após a entrega. Qualquer reclamação feita após este prazo não será aceita. Devoluções de produtos só podem ser aceitas para produtos em suas condições originais (embalagem, acessórios, instruções, etc.).

Artigo 13 - Erros de entrega

O comprador deve formular com o vendedor no mesmo dia da entrega ou o mais tardar no primeiro dia útil após a entrega, qualquer reclamação de erro de entrega e / ou não conformidade de produtos em espécie ou qualidade em relação a detalhes no formulário de pedido. Qualquer reclamação formulada além deste período será rejeitada.

A reclamação pode ser feita, à escolha do comprador:

- número de telefone: 05 64 49 00 11

- endereço de e-mail: contact@truffes-vip.com

Qualquer reclamação que não seja feita de acordo com as regras definidas acima e dentro dos prazos não pode ser tida em consideração e isenta o vendedor de qualquer responsabilidade perante o comprador.

Após o recebimento da reclamação, o vendedor atribuirá um número de troca para o (s) produto (s) em questão e o comunicará ao comprador por e-mail. A troca de um produto só pode ocorrer após a atribuição do número de troca.

Em caso de erro de entrega ou troca, qualquer produto a ser trocado ou reembolsado deve ser devolvido ao vendedor na íntegra e em sua embalagem original, por registro Colissimo, para o seguinte endereço: DELPIT NEGOCE, 2 impasse des truffières 24570 Condat sur Vézère 

Os custos de devolução são da responsabilidade do vendedor.

Artigo 14 - Garantia do produto

Garantia legal de conformidade e garantia legal contra defeitos ocultos

Truffes-Vip.com garante a conformidade da mercadoria com o contrato, permitindo ao comprador fazer um pedido ao abrigo da garantia legal de conformidade prevista nos artigos L. 217-4 e seguintes do Código do Consumidor ou do garantia contra defeitos no item vendido na acepção dos artigos 1641 e seguintes do código civil. Em caso de implementação da garantia legal de conformidade, recorde-se que:

- o comprador tem um prazo de 2 anos a partir da entrega da mercadoria para agir;

- o comprador pode escolher entre reparar ou substituir a mercadoria, nas condições de custos previstas no artigo L. 217-17 do Código do Consumidor;

- o comprador não tem que comprovar a não conformidade da mercadoria durante os 24 meses, no caso de mercadoria nova, contados a partir da entrega da mercadoria.

Além disso, recorde-se que:

- a garantia legal de conformidade aplica-se independentemente da garantia comercial abaixo indicada;

- o comprador pode decidir executar a garantia contra defeitos ocultos da coisa vendida, na acepção do artigo 1641 do código civil. Neste caso, pode escolher entre a deliberação da venda ou a redução do preço nos termos do artigo 1644.º do Código Civil.

Artigo 15 - Direito de rescisão 

Aplicação do direito de rescisão

De acordo com o disposto no Código do Consumidor, o comprador tem 14 dias a partir da data de entrega de seu pedido para devolver qualquer item que não lhe seja adequado e solicitar a troca ou reembolso sem multa com exceção dos custos de devolução que continuam a ser da responsabilidade do comprador.

As devoluções devem ser feitas na sua condição original e completas (embalagens, acessórios, instruções, etc.), em latas ou potes fechados, permitindo a sua re-comercialização no estado novo, acompanhados da nota fiscal de compra.

Produtos danificados, sujos ou incompletos não são devolvidos.

O direito de rescisão pode ser exercido online, através do formulário de rescisão disponível neste site. Nesse caso, um aviso de recebimento em suporte durável será imediatamente comunicado ao comprador. Qualquer outra forma de declaração de retirada é aceita. Deve ser inequívoco e expressar o desejo de se retratar.

Em caso de exercício do direito de rescisão no prazo acima referido, o valor do (s) produto (s) adquirido (s) e os custos de envio são reembolsados.

Os custos de devolução são da responsabilidade do comprador.

A troca (sujeito a disponibilidade) ou reembolso será feito no prazo de 5 dias, e no máximo, no prazo de 14 dias após o recebimento pelo vendedor dos produtos devolvidos pelo comprador no prazo as condições fornecidas acima.

Exceções 

De acordo com o artigo L221-28 do Código do Consumidor, o direito de rescisão não pode ser exercido para contratos:
- fornecimento de bens cujo preço dependa de flutuações do mercado financeiro fora do controle do profissional e que possam ocorrer durante o intervalo de segurança;

- fornecimento de bens feitos de acordo com as especificações do consumidor ou claramente personalizados;

- fornecimento de bens que podem deteriorar-se ou expirar rapidamente;
- entregas de bens não selados pelo consumidor após a entrega e que não podem ser devolvidos por razões de higiene ou de protecção da saúde;
- entregas de bens que, depois de entregues e pela sua natureza, se misturam indissociavelmente com outros bens;
- fornecimento de bebidas alcoólicas cuja entrega seja diferida por mais de trinta dias e cujo valor pactuado na celebração do contrato dependa de oscilações de mercado fora do controle do profissional;
- as obras de manutenção ou reparação a realizar com urgência na casa do consumidor e por este expressamente solicitadas, no limite das peças sobressalentes e das obras estritamente necessárias para dar resposta à emergência;
- fornecimento de gravações de áudio ou vídeo ou software de computador, quando os selos foram abertos pelo consumidor após a entrega;
- fornecimento de jornal, periódico ou revista, exceto no caso de contratos de assinatura dessas publicações;
- fornecimento de conteúdos digitais não fornecidos em suporte físico, cuja execução tenha iniciado após o consentimento prévio expresso do consumidor e renúncia expressa ao seu direito de rescisão.

Artigo 16 - Força maior

Todas as circunstâncias fora do controle das partes que impeçam o cumprimento em condições normais de suas obrigações são consideradas motivos para isenção das obrigações das partes e resultam em sua suspensão.

A parte que invocou as circunstâncias acima deve notificar imediatamente a outra parte de sua ocorrência, bem como de seu desaparecimento.

Todos os fatos ou circunstâncias irresistíveis, externos às partes, imprevisíveis, inevitáveis, fora do controle das partes e que não possam ser evitados por estas, apesar de todos os esforços razoáveis, serão considerados força maior. Expressamente, são considerados eventos de força maior ou fortuitos, além daqueles habitualmente retidos pela jurisprudência dos tribunais franceses: bloqueio de meios de transporte ou suprimentos, terremotos, incêndios, tempestades, inundações, relâmpagos, desligamento de redes de telecomunicações ou dificuldades específicas de redes de telecomunicações externas aos clientes.

As partes se reunirão para examinar o impacto do evento e acertar as condições de continuidade da execução do contrato. Se o caso de força maior durar mais de três meses, estas condições gerais podem ser rescindidas pelo lesado.

Artigo 17 - Propriedade intelectual

O conteúdo do site permanece propriedade do vendedor, o único detentor dos direitos de propriedade intelectual sobre esse conteúdo.

Os compradores concordam em não fazer qualquer uso deste conteúdo; qualquer reprodução total ou parcial deste conteúdo é estritamente proibida e pode constituir crime de contrafação.

Artigo 18 - Processamento de dados e liberdades

Os dados pessoais fornecidos pelo comprador são necessários para o processamento da sua encomenda e para o estabelecimento de faturas.

Podem ser comunicados aos parceiros do vendedor responsáveis ​​pela execução, processamento, gestão e pagamento das encomendas.

O tratamento das informações comunicadas através do site Truffes-Vip.com está em conformidade com o Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) em vigor em 25 de maio de 2018. 

O comprador tem o direito de acesso, modificação, retificação e oposição permanentes em relação às informações que lhe dizem respeito. Este direito pode ser exercido nas condições e métodos definidos no site da Avenida Marque.

Artigo 19 - Não validação parcial

Se uma ou mais disposições destas condições gerais forem consideradas inválidas ou declaradas como tal em aplicação de uma lei, regulamento ou na sequência de uma decisão final de um tribunal competente, as outras disposições manterão todo o seu vigor. e seu escopo.

Artigo 20 - Não renúncia

O facto de uma das partes não invocar a violação pela outra parte de qualquer das obrigações referidas nestas condições gerais não pode ser interpretado para o futuro como uma renúncia à obrigação. em questão.

Artigo 21 - Título

Em caso de dificuldade de interpretação entre qualquer um dos títulos que aparecem no cabeçalho das cláusulas, e qualquer uma das cláusulas, os títulos serão declarados inexistentes.

Artigo 22 - Idioma do contrato

Estas condições gerais de venda estão escritas em francês. No caso de serem traduzidos para uma ou mais línguas estrangeiras, apenas o texto francês prevalecerá em caso de litígio.

Artigo 23 - Mediação

O comprador pode recorrer à mediação convencional, em particular à Comissão de Mediação do Consumidor ou aos órgãos de mediação setoriais existentes, ou a qualquer método alternativo de resolução de litígios (conciliação, por exemplo) em caso de litígio.

Artigo 24 - Lei Aplicável

Estas condições gerais estão sujeitas à aplicação da lei francesa. O tribunal competente é o tribunal distrital para litígios cujo valor seja inferior ou igual a € 10000 ou o tribunal distrital para litígios cujo montante seja superior a € 10000. 

É o que acontece tanto com as regras substantivas como com as regras da forma. Em caso de disputa ou reclamação, o comprador entrará primeiro em contato com o vendedor para obter uma solução amigável.

Artigo 25 - Proteção de dados pessoais

Dados coletados:

Os dados pessoais coletados neste site são os seguintes:

Abertura de conta: ao criar a conta do usuário, seu sobrenome, nome, endereço de e-mail; Número de telefone; endereço; 

Entre: quando o utilizador se liga ao site, este regista, nomeadamente, o seu nome, nome próprio, ligação, dados de utilização e localização e os seus dados de pagamento.

perfil: a utilização dos serviços disponibilizados no site permite o preenchimento de um perfil, que pode incluir uma morada e um número de telefone.

pagamento: como parte do pagamento dos produtos e serviços oferecidos no site, registra os dados financeiros relativos à conta bancária ou ao cartão de crédito do usuário.

Comunicação: quando o site é usado para comunicação com outros membros, os dados relativos às comunicações do usuário são armazenados temporariamente.

Cookies: os cookies são usados ​​como parte do uso do site. O usuário tem a opção de desativar os cookies nas configurações do navegador.

Uso de dados pessoais

Os dados pessoais recolhidos dos utilizadores destinam-se a prestar os serviços do site, a melhorá-los e a manter um ambiente seguro. Mais especificamente, os usos são os seguintes:

- acesso e uso do site pelo usuário;

- gestão da operação e otimização do site;

- organização das condições de utilização dos Serviços de Pagamento;

- verificação, identificação e autenticação dos dados transmitidos pelo usuário;

- oferecer ao usuário a possibilidade de se comunicar com outros usuários do site;

- implementação de assistência ao usuário;

- personalização de serviços por meio da exibição de anúncios baseados no histórico de navegação do usuário, de acordo com suas preferências;

- prevenção e detecção de fraude, malware (software malicioso) e gerenciamento de incidentes de segurança;

- gerenciamento de quaisquer disputas com usuários;

- envio de informações comerciais e publicitárias, de acordo com as preferências do usuário.

Compartilhamento de dados pessoais com terceiros

Os dados pessoais podem ser compartilhados com empresas terceirizadas nos seguintes casos:

- quando o usuário utiliza os serviços de pagamento, para a implementação desses serviços, o site está em contato com terceiros, empresas bancárias e financeiras com as quais tenha celebrado contratos;

- quando o usuário publica informações acessíveis ao público nas áreas de comentários gratuitos do site;

- quando o usuário autoriza o site de um terceiro a acessar seus dados;

- quando o site usa os serviços de fornecedores para fornecer suporte ao usuário, publicidade e serviços de pagamento. Esses prestadores de serviços têm acesso limitado aos dados do usuário, como parte da execução desses serviços, e têm a obrigação contratual de utilizá-los de acordo com as disposições da regulamentação aplicável sobre a proteção de dados pessoais. funcionários ;

- se exigido por lei, o site pode transmitir dados para responder a reclamações contra o site e cumprir os procedimentos administrativos e legais;

- se o site estiver envolvido em uma fusão, aquisição, transferência de ativos ou processo de falência, pode ser necessário vender ou compartilhar todos ou parte de seus ativos, incluindo dados pessoais. Nesse caso, os usuários seriam informados antes que os dados pessoais fossem transferidos para terceiros.

Segurança e confidencialidade

O site implementa medidas de segurança digital organizacional, técnica, de software e física para proteger os dados pessoais contra alteração, destruição e acesso não autorizado. No entanto, deve ser destacado que a Internet não é um ambiente totalmente seguro e o site não pode garantir a segurança da transmissão ou armazenamento de informações na Internet.


Implementação dos direitos do usuário

Em aplicação da regulamentação aplicável aos dados pessoais, os usuários têm os seguintes direitos, os quais podem exercer fazendo o seu pedido para o seguinte endereço: contact@truffes-vip.com

  • o direito de acesso: podem exercer o seu direito de acesso, de conhecer os dados pessoais que lhes dizem respeito. Neste caso, antes da implementação deste direito, o site poderá solicitar a prova da identidade do usuário para verificar sua veracidade. 
  • o direito de retificação: se os dados pessoais mantidos pelo site forem inexatos, eles podem solicitar a atualização das informações.
  • o direito de excluir dados: os usuários podem solicitar a exclusão de seus dados pessoais, de acordo com as leis de proteção de dados aplicáveis. 
  • o direito de limitar o processamento: os usuários podem solicitar ao site que limite o processamento de dados pessoais de acordo com as premissas estabelecidas pelo GDPR. 
  • o direito de se opor ao processamento de dados: os usuários podem se opor ao processamento de seus dados de acordo com as premissas estabelecidas pelo GDPR.  
  • o direito à portabilidade: podem solicitar que o site lhes forneça os dados pessoais que lhes são fornecidos, a fim de os transmitir a um novo site.

Evolução desta cláusula

O site reserva-se o direito de fazer qualquer modificação a esta cláusula relativa à proteção de dados pessoais a qualquer momento. Em caso de modificação desta cláusula de proteção de dados pessoais, o site se compromete a publicar a nova versão em seu site. O site também informará os usuários sobre a modificação por e-mail, pelo menos 15 dias antes da data de entrada em vigor. Se o usuário não concordar com os termos da nova redação da cláusula de proteção de dados pessoais, ele tem a opção de excluir sua conta.

pastedGraphic.png
pastedGraphic.png

Anexo: 

Formulário de retirada 

(a ser preenchido pelo consumidor,

e enviar por carta registrada com aviso de recebimento,

no prazo máximo de 14 dias após a data de celebração do contrato de serviço)

  Formulário de retirada   À atenção de: DELPIT NEGOCE localizado em: 2 impasse des truffières 24570 Condat sur Vézère número de telefone: 0564490011 endereço de e-mail: contact@truffes-vip.com Notifico-o, por este meio, da minha rescisão do contrato relativo ao serviço, pedido em:  .........   Nome e sobrenome do consumidor: …………… .. Endereço do consumidor: …………… ..   data: ..................   Assinatura do consumidor    

_________________________________________________________________________

Apêndices

Código do Consumidor

Artigo L. 217-4: “O vendedor entrega a mercadoria em conformidade com o contrato e é responsável por qualquer falta de conformidade existente no momento da entrega.

Também responde a qualquer falta de conformidade resultante da embalagem, instruções de montagem ou instalação, quando isso lhe for cobrado pelo contrato ou tiver sido executado sob sua responsabilidade. ”

Artigo L. 217-5: “O bem está em conformidade com o contrato:

1 ° Se for adequado para o uso normalmente esperado de um bem semelhante e, quando aplicável:

- se corresponder à descrição dada pelo vendedor e possuir as qualidades que este apresentou ao comprador sob a forma de amostra ou modelo;

- se possuir as qualidades que um comprador pode legitimamente esperar face às declarações públicas do vendedor, do produtor ou do seu representante, nomeadamente no domínio da publicidade ou da rotulagem;

2 ° Ou se tiver as características definidas de comum acordo entre as partes ou se for adequado a qualquer uso especial pretendido pelo comprador, levado ao conhecimento do vendedor e que este tenha aceite. ”

Artigo L. 217-6: “O vendedor não está vinculado às declarações públicas do produtor ou do seu representante se ficar estabelecido que ele não as conhecia e não estava legitimamente em posição de as conhecer”.

Artigo L. 217-7: “A falta de conformidade que apareça no prazo de vinte e quatro meses a partir da entrega da mercadoria presume-se existente no momento da entrega, salvo prova em contrário. Para mercadorias em segunda mão, este prazo é fixado em seis meses. O vendedor pode refutar esta presunção se não for compatível com a natureza dos bens ou a falta de conformidade invocada. ”

Artigo L. 217-8: “O comprador tem o direito de exigir que os bens estejam em conformidade com o contrato. No entanto, ele não pode contestar a conformidade invocando um defeito que conhecia ou não pôde ignorar ao contrair. O mesmo se aplica quando o defeito tem origem nos materiais que ela própria forneceu. ”

Artigo L. 217-9: "Em caso de falta de conformidade, o comprador escolhe entre a reparação e a substituição do bem. No entanto, o vendedor não pode proceder de acordo com a escolha do comprador se esta escolha implicar um custo manifestamente desproporcional em relação ao outra modalidade, levando em consideração o valor do bem ou a importância do defeito. Ele é então obrigado a prosseguir, a menos que isso seja impossível, de acordo com o método não escolhido pelo comprador. ”

Artigo L. 217-10: “Se a reparação e substituição do bem for impossível, o comprador pode devolver o bem e ter o preço devolvido ou ficar com o bem e ter parte do preço devolvido. A mesma opção está aberta a ele: 1 ° Se a solução solicitada, proposta ou acordada em aplicação do artigo L. 217-9 não puder ser implementada no prazo de um mês após a reclamação do comprador; 2 ° Ou se esta solução não pode ser isenta de grandes inconvenientes para este último, tendo em conta a natureza do bem e a utilização que pretende. A resolução da venda não pode, entretanto, ser pronunciada se a falta de conformidade for menor. ”

Artigo L. 217-11: As disposições dos Artigos L. 217-9 e L. 217-10 são aplicadas sem nenhum custo para o comprador. Essas mesmas disposições não impedem a concessão de danos.

Artigo L. 217-12: “A ação decorrente da falta de conformidade prescreve dois anos após a entrega da mercadoria.”

Artigo L. 217-13: “As disposições desta seção não privam o comprador do direito de exercer a ação decorrente de defeitos latentes, uma vez que decorrem dos artigos 1641 a 1649 do Código Civil ou qualquer outra ação de natureza contratual ou extracontratual que é reconhecido por lei. ”

Artigo L. 217-14: “A ação de regresso pode ser exercida pelo vendedor final contra os sucessivos vendedores ou intermediários e contra o produtor do bem móvel tangível, de acordo com os princípios do código civil.

Artigo L. 217-15: “A garantia comercial significa qualquer compromisso contratual de um profissional perante o consumidor com vista ao reembolso do preço de compra, à substituição ou reparação do bem ou à prestação de qualquer outro serviço relacionado. com o bem, além de suas obrigações legais para assegurar a conformidade do bem. 
A garantia comercial é objeto de um contrato escrito, cuja cópia é entregue ao comprador. 
O contrato especifica o conteúdo da garantia, os termos da sua execução, o seu preço, a sua duração, o seu âmbito territorial, bem como o nome e endereço do fiador. 
Além disso, menciona de forma clara e precisa que, independentemente da garantia comercial, o vendedor continua vinculado pela garantia legal de conformidade mencionada nos artigos L. 217-4 a L. 217-12 e a relativa aos vícios do coisa vendida, nas condições previstas nos artigos 1641 a 1648 e 2232 do Código Civil. 
As disposições dos artigos L. 217-4, L. 217-5, L. 217-12 e L. 217-16, bem como o artigo 1641 e o primeiro parágrafo do artigo 1648 do Código Civil, são reproduzidas integralmente no contrato. 
Em caso de não conformidade com estas disposições, a garantia permanece válida. O comprador tem o direito de usá-lo. ”

Artigo L. 217-16: “Quando o comprador pede ao vendedor, no decurso da garantia comercial que lhe foi concedida durante a aquisição ou reparação de bens móveis, uma reparação coberta pela garantia, qualquer período de uma imobilização de pelo menos sete dias é adicionada à duração da garantia restante.

Este período decorre a partir do pedido de intervenção do comprador ou da provisão para reparação do artigo em questão, se esta provisão for posterior ao pedido de intervenção. ”

Código Civil

Artigo 1641: “O vendedor está vinculado à garantia devido a defeitos ocultos no item vendido que o tornam impróprio para o uso a que se destina, ou que reduzem esse uso a ponto de o comprador não o adquirir, ou teria dado um preço menor, se ele os conhecesse. ”

Artigo 1648: “A ação decorrente de defeitos redibitórios deve ser intentada pelo comprador, no prazo de dois anos a partir da descoberta do defeito. No caso previsto no artigo 1642-1, a ação deve ser intentada, sob pena de execução hipotecária, no prazo de um ano, a contar da data em que o vendedor pode ser dispensado de vícios aparentes ou falta de conformidade.